Artigos Para Pessoas

Estresse ou situação estressante? Quantas vezes você já se viu nessa condição?

extresse
Escrito por DNA Saúde

O avanço da tecnologia, competitividade, transformações contínuas, pressão de consumo, ameaça de perda de emprego e diversas outras situações do dia-a-dia colaboram para que cada vez mais estejamos inseridos em uma condição estressante ou nos sentindo estressados.

Médicos, planos de saúde e empresas estão se unindo para buscar meios de amenizar o impacto que o estresse causa na saúde das pessoas.

Se pensamos exclusivamente no ambiente de trabalho, podemos dividir em quatro grupos  os causadores de estresse: conteúdo de trabalho, sentimento de incapacidade, condições de trabalho e fatores organizacionais.

O conteúdo de trabalho está relacionado a pressão para manter um ritmo de produção. Uma linha de produção, o cumprimento de prazos, o excesso de responsabilidades ou até mesmo o atendimento ao público onde se formam longas filas de espera.

O sentimento de incapacidade muitas vezes ocorre quando o próprio trabalhador percebe que não será capaz de atender a certa demanda do trabalho, porque ela é excessiva ou porque ele não foi bem treinado para exercer aquela função.

As condições de trabalho estão relacionadas com o ambiente onde o trabalhador exerce suas atividades, condições como excesso de calor ou frio, ventilação deficiente, luzes inadequadas, projeto inadequado do posto de trabalho e até mesmo cores irritantes nas paredes contribuem muito para uma condição de estresse.

Por último e não menos importante, estão os fatores organizacionais do trabalho. O comportamento dos chefes – muito críticos e exigentes, falta de um plano de carreira, salário, horas extras e turnos, contribuem para que o trabalhador sinta-se estressado e desmotivado.

Os principais sintomas que percebemos em uma pessoa que está sofrendo com o estresse são: descuido com a higiene pessoal (cabelos sem pentear, barba por fazer e roupas que não condizem com o ambiente de trabalho),  perda da autoestima (palavras de desmotivação, sentimento de incapacidade e descrença), insônia ou necessidade de dormir em demasia, agressividade, redução das defesas naturais do corpo (resfriados e gripes frequentes, erupções na boca como aftas e acometimento por viroses),  apresenta quadro de hipertensão (pressão alta), dores musculares (principalmente região da coluna, pescoço e ombros), problemas gastrointestinais (gastrite, diarréias ou constipação)  e atenção reduzida, o que aumenta o risco de erros no trabalho ou até mesmo acidentes.

O que é possível fazer para contornar o estresse? O redesenho do seu posto de trabalho (retire coisas desnecessárias, deixe-o sempre organizado e limpo), faça as pausas que lhe são permitidas durante sua jornada, o simples fato de se levantar e caminhar até o bebedouro para tomar água já é um grande aliado. Treinamentos (quanto mais preparado para exercer sua função e tudo o que ocorrer em decorrência dela menos estresse você vai sentir), e claro os exercícios de relaxamento, muitas empresas atualmente estão investindo no enriquecimento do bem estar no ambiente de trabalho, faça uso!

E o mais importante, reserve sempre um tempo para fazer o que você mais gosta!

Dra. Emanuela Ap. G. Ruiz

Fisioterapeuta e Técnica em Segurança do Trabalho

Sobre o autor

DNA Saúde

Deixar comentário.

Share This
Navegação